Arquivo do mês: julho 2012

Internet, A Nova Rádio?

Nova-Rádio

Quando o rádio surgiu, transmitindo músicas para todo mundo de graça, teve gente que chiou. Achou que era o fim da indústria fonográfica, que tava tudo acabado e mimimi… Pois bem, o rádio veio e praticamente se foi (você ainda escuta rádio? Pois deveria, é muito bom) e a indústria fonográfica não faliu e está aí, nem tão firme quanto antes, mas bem forte como sempre. O rádio foi o grande difusor que alavancou a carreira de inúmeros artistas muito conhecidos do público hoje, mas que na época não passavam de coitados que tocavam na garagem do guitarrista e só eram conhecidos pelo bairro, pela barulheira infernal que faziam nos ensaiso (Pink Floyd, Metalica, e por aí vai). Ora, eles eram odiados pela vizinhança mas no mundo alguém iria gostar não é mesmo? Pois bem, na época antes da internet você conhecia bandas novas através das ondas do rádio, ouvia, e talvez até gostava.

Tempos atuais: A geração mais nova nem sabe que o rádio existe, ou acha que é apenas um elemento da tabela periódica então, como eles descobrem aquela banda mega cool de indie que tá fazendo o maior sucesso na Holanda com músicas super maneiras e letras cheias de sentido? Pois bem, a internet tem esses dons.

Volta no tempo e cruza com o agora: “Meu Deus! Os downloads ilegais e o YouTube vão destruir a indústria fonográfica!!!!”

Perceberam a “incrível” semelhança? Notem que quando se fala de música pela internet, pirataria é primeira coisa que vem à cabeça da maioria das pessoas e é totalmente compreensível. Na internet eu tenho acesso a tudo que eu quiser e quando quiser, pagando por isso ou não. Eu acho sim, que a internet é a nova rádio, já que de certa forma ela divulga o trabalho de artistas muito bons que estão aí, só esperando sua vez de brilhar. E olhe que tem muitos por aí nessa situação. A internet possibilitou à essas pessoas exporem seus talentos de forma muito mais democrática que a própria rádio. Pra tocar na rádio, mesmo naquela época você tinha que ter pelo menos algo já produzido e até uma gravadora. Hoje uma câmera na mão e um violão podem fazer um tremendo sucesso no YouTube e isso abre o olho das gravadoras e empresários. Um artista amador, quando é talentoso, bem assessorado e com apoio profissional pode surpreender até quem está no ramo a anos.

Voltando ao assunto da pirataria, eu tenho uma opinião diria, até polêmica: Quem baixa conteúdo protegido por copyright na internet para uso próprio, acho que não está comentendo pirataria, e sim procurando meios de entretenimento. Pirataria para mim, é quando alguém usa esse conteúdo para ganhar dinheiro, tipo, baixei o álbum novo do Kiss, gravei 500 cds e to vendendo cada a 2,50, isso sim é pirataria. Agora entra na memória aquelas propagandas “o dinheiro da pirataria alimenta o crime, o tráfico de drogas, e o assassinatos de duendes anões da terra encantada” e blá, blá, blá. Gente todo mundo tá cansado de saber isso, e é um assunto muito sério (principalmente por causa dos duendes), mas vamos combinar que isso não se aplica à internet né gente? O cd novo dos The Cataracs não foi “upado” para a rede por quem está querendo obter lucro e sim por fãs do duo, que compartilharam seus gostos para que outras pessoas escutem também e virem fãs, assim com eles! Simples assim, sem nenhum dinheiro envolvido. Olha o exemplo: Adele foi a cantora que mais teve músicas baixadas ilegalmente ano passado, mas também foi a que mais vendeu discos! Porque? Porque ela fez fãs que acharam que compensaria comprar um CD dela original para ter em coleção ou para escutarem com fidelidade exemplar! A internet é a nova rádio sim minha gente, e a indústria fonográfica não vai falir por causa dela.

Opinião pessoal: Artistas que reclamam do dinheiro que perdem na internet tão é enchendo o saco. A maior renda que eles recebem não é de vendagem de discos e sim dos shows que fazem (os inúmeros shows, que custam fortunas, e cujo ingresso que você paga custa modestros 500 reais, muuuuito mais do que um CD original). E você vai no show porque? Porque gosta, e provavelmente porque você viu o clipe da banda no YouTube ou baixou o album deles e gostou ora bolas!

A pirataria tem que ser combatida SIM. Mas deixem-nos escutar a nossa “rádio” em paz. Não estamos fazendo mal pra ninguém!

Até Logo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Internet